skip to Main Content

Escolher a palavra chave depende de vários fatores. A concorrência, o volume de pesquisa da palavra, a jornada de compra, são alguns dos temas aqui falados.

Onde é que se vê o desempenho das keywords sem pagar nada?

O web designer tem o dever de deixar o website ligado ao Google Search Console.

Existe um relatório que permite saber o desempenho das palavras chave: posicionamento, taxa de cliques, impressões, cliques.

Deverá pedir o acesso, ou melhor, pedir para ter um relatório no Google Data Studio (free também), que é visualmente mais atraente,

google search console para SEO analytics

Contudo o relatório do GSC não indica a evolução diária.

Numa perspectiva de controlo mensal, o GSC é suficiente. Como especialista SEO prefiro saber a evolução diária das palavras chave.

Durante o dia elas mudam de posição, de acordo com o utilizador elas mudam de posição e até de acordo com a região. A posição diária é uma média de todas as impressões.

GSC -> Google Search Console

Impressão -> é quando o link (SERP) é visto numa pesquisa google

SERP -> Search Engine Result Page, básicamente quando vê um titulo azul, link de website e descrição, está a ver um SERP normal.

Taxa de clique -> é numero de cliques no SERP dividido pelas impressões (média é claro).

Posicionamento -> média do posicionamento da google, sendo que 1 é quando está em primeiro lugar da primeira página da pesquisa, …, 10 em último lugar da primeira página de pesquisa,…, 11 em primeiro lugar da segunda página,..

Um relatório que permita saber quantas pesquisas e a posição média diária para cada palavra chave ajuda ainda mais e permite poupar tempo.

Existem 550.000 pesquisas mensais da palavra chave “benfica“. Considerando que os Top 5 das pesquisas são clicados em média 15%, este website tem recebe 82500 visitas mensais.
Como a Bola acumula mais palavras chave, o seu tráfego cresce. Por exemplo, pode colocar “Sérgio Conceição” o treinador do Porto, ou o mediático “Bruno de Carvalho” do Sporting, e acumula mais visitantes.

Porquê que é importante escolher bem as palavras chave?

A primeira razão, é porque queremos que elas estejam no top 5 das pesquisas google. Quanto mais baixo for o posicionamento menor a taxa de cliques, menos visitantes, menos negócios, menos vendas.

No quadro abaixo, bastante elucidativo da realidade, vê-se que quem estiver em primeiro lugar recebe mais de 30% dos cliques, e no 5º lugar tem pouco menos de 5%.

ctr rankingQueremos visitantes relevantes para o nosso negócio.

O problema é a concorrência. Se escolhemos uma palavra chave com uma concorrência muito forte, temos muita dificuldade, temos que gastar recursos (copywriter, especialistas, designers,…) para chegar ao top.

 

Existem palavras chave fáceis e existem palavras muito difíceis.

Não pense que é só fazer uma página web para “atacar” uma palavra chave, e depois apareceria logo no top 10 de uma forma consistente. Se fosse a wikipedia, talvez.

Este é um trabalho Onpage SEO.

Qual é a ferramenta onde se sabe a dificuldade das palavras chave sem pagar nada?

O Google Ad Planner é uma delas. Mas, por uma questão de usabilidade e rapidez de utilização utilizo e recomendo aos meus clientes a kwfinder.com.

Como pode ver na figura ao lado, o próprio termo deste artigo “palavra chave” é fácil de atingir, numa escala de 0 a 100, o 24 é alcançável.

Quanto mais autoridade o website tiver, mais fácil o posicionamento

É um conceito importante, porque está associado à dificuldade da palavra chave.

Embora a Google não revele a autoridade do website, pode escolher uma das ferramentas mais comuns:

Estes indicadores valem o que valem, mas dão fortes indicações.

Escolha a Palavra Chave de acordo com a intenção de quem a pesquisa

Uma lição comum no SEO. Imagine que é uma loja de ténis:

  • Quem pesquisa “Ténis” -> embora na pesquisa apareçam várias lojas, a pessoa ainda não sabe bem o que quer, está no principio.
  • Quem pesquisa “ténis de corrida” – > já sabe o tipo de ténis que quer, sabe-se que tem intenção de compra, mas ainda é informacional.
  • “melhores ténis de corrida” -> a intenção é comprar qualidade, se tivesse pesquisado baratos, era outra intenção.
  • “Saucony Ride ISO” -> manifestamente já sabe qual a marca e modelo, estará quase a comprar. Possivelmente irá comprar numa loja online, ou numa loja física se estivesse em Viseu (pesquisaria “Saucony Ride ISO Viseu”).

A escolha da palavra chave depende de como o negócio quer-se relacionar nas pesquisas. Se quer mais reconhecimento ou se quer mais conversão. O ideal é um equilíbrio entre todas as fases da jornada de compra.

Se quer uma palavra chave com mais pesquisas, mas com pouca intenção de compra -> Ténis 

Mas se quer uma palavra chave já com uma forte intenção de compra e é uma loja fisica local em Viseu – > Saucony Ride ISO

A escolha depende da estratégia de marketing

Mas se o website não estiver tecnicamente “ready” palavras chave fáceis pesam uma tonelada

Uma das partes do SEO é o SEO técnico. O website até pode estar user friendly, bonitinho, mas depois a google não sabe do website, ou mesmo evita-o por erros técnicos.

Fale comigo, que faço isso.

Fatores que influenciam o ranking das palavras chave

Existem mais de 200 factores que influenciam o ranking de uma página, e a Google até já utiliza o machine learning para melhorar o alogaritmo.

Para melhor compreender porquê tantos factores, pense mais em termos de “utilidade publica” da página criada, bons conteúdos e boa experiência de utilizador.

Assim, existem fatores que são obrigatórios controlar:

  • criação de conteúdos atraentes
  • informar a google (webmaster) da existencia do website e seus links
  • ter um titulo da página evidente para as palavras chave
  • ter uma descrição da página evidente

A ideia é que depois de escolher bem, tem que agir bem.

 

 

 


Para atrair mais visitantes ao website através das pesquisas google, o marketer da empresa tem dois caminhos:

  • Interno – existe capacidade na empresa, acesso ao website para criar páginas, mudar títulos, melhorar as páginas, então pode aumentar o tráfego.
  • Externo –  quando a guerra das palavras chave é grande, um bom SEO Pro é a solução certa numa perspectiva de mais de 6 meses.

Tente compreender como se controla as palavras chave em cada página web do website. Veja os aspectos obrigatórios, mude os conteúdos, pense em quem vai os vai ler, se lêm até ao fim da páginas e que até vão para outras páginas.

Se verificar que apesar dos esforços de melhoria o ranking não sobe, então é melhor falar com um bom profissional de SEO. Mas nunca deixe de controlar as palavras chave. 

 


Conceito comum: longtail

Está associado ao facto de mais valer ir para uma palavra chave composta por mais palavras, do que uma palavra chave raiz, onde existe muita concorrência e dificuldade.

Palavras de Cauda Longa

Existem os termos campeão, por exemplo “dietas”, que tem 10.000 pesquisas mensais, mas tem um índice de concorrência de 80. Mas se escolher “dieta para emagrecer rápidamente”, com uma procura de 1.000, com uma concorrência de 20, então está na cauda longa . É recomendável aproveitar vários termos relativos de cauda longa, do que procurar o subir ao termo campeão, onde tem poucas possibilidades de sucesso.

 


SEO em Portugal

Neste momento, considero uma grande oportunidade para a maioria dos negócios é o local SEO, até porque está mal aproveitado, tornando-se uma vantagem competitiva.

Outra questão é a usabilidade e a utilização do conceito das taxas de conversão, CRO, etc… de que serve trazer muita gente para o website, se podeis ela vai-se embora?

Contacte-me porque está tudo ligado.

Quantas vezes é que ouvir falar de que tinha muito mais tráfego, mas as vendas não aumentaram. Simples, faltava a optimização e preparação para a conversão.Ricardo Godinho da Good Intelligence
Back To Top