Beneficios obvios para ter Google Tag Manager

O Tag Manager é o processo profissional de web analytics. Junta e gere todos os analytics, como o google analytics, hotjar, facebook pixel e muito mais.
vantagens google tag manager

ÍNDICE

  1. Rapidez de Implementação
  2. Todos os Tags num só lugar
  3. Ferramentas de Testes
  4. Detector de Eventos
  5. Modelos de Tags
  6. Segurança
  7. Management a sério

 

#1 Rapidez de Implementação

Esta é a primeira coisa que nos apercebemos, depois de ter o Google Tag Manager.

Os programadores são boas pessoas, mas são uma resistência ao marketing.

No marketing queremos rapidez, sincronização com os media, … para eles devemos ser uns “chatos”.

Quantas vezes é que temos que contar com a “boa vontade” dos programadores, ou quando nos pedem para submeter um ticket, nem se sabe quando está pronto.

A imagem abaixo é elucida os tempos de implementação de um Tag, e quando tudo corre bem:

 

#2 Todos os tags num só lugar

GTM é para os analistas e os marketeers não dependerem dos programadores.

Mas os próprios programadores podem perder o fio à  meada no seu código. Acreditem, é muito extenso.

Com o GTM todos os códigos com propósito individual estão bem organizados, e é fácil de os controlar, ativar, desativar.

Para além dos códigos standard acima, podem injectar mais códigos customizados, dar-lhes nomes, atribuir quem pode mexer, criar ambientes,…

Outros artigos relacionados:

GTM WordPress

GTM Configuração Clássica

 

#3 Ferramentas de Testes

Se quer saber se os tags estão a funcionar correctamente existem muitas ferramentas de testes, apenas para enumerar algumas:

 

 

#4 Facilidade de criar detetores de Eventos

Normalmente para se configurar eventos é necessário pedir ao programador, até mesmo desenvolver códigos Javascript.

Mas com o Google Tag Manager, como tem o acompanhamento automático de eventos, existem muitos eventos que podem ser rastreados.

Os eventos básicos que você pode acompanhar (por padrão) no GTM são baseados em:

  • Cliques
  • Cliques de links
  • Submissões de formulário
  • Tempo gasto em uma página,
  • etc…

Acredite, para quem é analista, este recurso da Google Tag Manager é uma enorme ajuda.

 

 

#5 Existem muitos modelos de Tags

O próprio tag do Google Analytics está cheio de modelos.

Por exemplo quando queremos um tag GA para evento, basta escolher o tipo: evento, e depois é só preencher os campos.

O GTM tem modelos para imensos Tags que não são da Google.

Se escolheu uma ferramenta de marketing para o website, é possivel que seja apenas necessário escolher essa plataforma e o ID de cliente, mais nada.

 

#6 Segurança 

GTM permite o restreamento automático de scripts em HTML e pausa-os se forem detectados malwares ao dominio, morada IP ou ao URL.

Adicionalmente quem tem acesso às contas GTM pode revogar os Tags perigosos fácilmente.

O artigo da Bounteous (ex-Lunametrics) desmistifica vários falsos alertas relavivamente à Segurança.

 

#7 Gestão completa dos Tags

Se for um utilizador único, essa preocupação é minimizada.

Mas quando começa a ser mais do que um a gestão de utilizadores é fundamental. Estamos a falar de código.

Por exemplo na relação com o programador, para novos projectos, os “enviroments” permitem o acompanhamento dos Tags, sem afectar os analytics que estão em funcionamento.

Também os “workspaces”, são a forma poder fazer-se dois trabalhos em paralelo, sem entrarem em conflito.

Os níveis de autorização dos utilizadores é uma ferramenta obrigatória: Sem acesso, Ler, Editar, Aprovar e Publicar.

Autor(a):
Partilhe este artigo:

Somos especialistas em aumentar as taxas de conversão nas várias fases do funil de vendas.

Recebe novidades
Enviamos no máximo uma vez por trimestre

Sem spam, pode remover-se em qualquer momento.

Pedido de informações // contato

Seremos rápidos a devolver-lhe o pedido