skip to Main Content

Na Good Intelligence somos abordados para fazer planos de negócios para os fins abaixo enumerados. Iremos aprofundar o último, o que é mais desafiante:

  • pedir dinheiro ou financiamento;
  • cumprir com as tramitações de um Grupo;
  • determinar a viabilidade de ideia de negócio;
  • ter um negócio devidamente planeado.

COZINHAR PLANOS DE NEGÓCIOS PARA FINANCIAMENTOS

Trata-se de um plano burocrático.

Saber quais são os fatores onde se ganha pontos, descrever uma história, subir as receitas, baixar as despesas, prepara-se o papel e entrega-se a quem tem dinheiro: banco, portugal 2020, acionistas ou sócios e outros financiadores.

Na nossa história, as consequências são imprevisíveis.

Por exemplo, existem gestores contratam o pessoal de acordo com o mau plano, e temos problemas de rotatividade de pessoal, porque pede-se para fazer muito.

Outro exemplo, o plano de marketing está tão desajustado, que a empresa nem tem hipóteses de sobreviver.

ANÁLISE DE VIABILIDADE É SEMPRE RECOMENDADA PARA NOVOS NEGÓCIOS

O que  prefere, pagar para lhe dizerem a verdade ou pagar 4x mais para lhe escreverem um plano de desastre?

Mais de 80% das Empresas fecham passados 3 anos. E por isso, se quer abrir um negócio abra-o da maneira certa, mas não desista.

Neste serviço os empresários ficam com a perfeita noção do que têm que fazer para garantir a abertura de um negócio que lhes traga um rendimento seguro.

VANTAGENS

Informação que vai realmente  precisar

  • Mais Barato – um plano de negócios é 5x mais caro
  • Mais Rápido –  uma visão clara em menos de um dia
  • Melhores Parceiros – identificar quem é melhor
  • Valor Garantido – fica a saber todos os passos

3 EXEMPLOS DIFERENTES E MUITO COMUNS

Sonho irrealista

Um empresário do Barreiro queria abrir num modelo de negócio na área das energias renováveis. Rapidamente se apercebeu que o modelo não tinha viabilidade.

 

Pouco conhecimento

Uma potencial empresária, pretende investir no negócio de paixão. Verificou-se que tinha pouco conhecimento da área, iniciou um blogue, faz entrevistas aos futuros concorrentes. Quando abrir… sabe mais que todos.

 

É para avançar

O negócio tem tudo para dar, equipa bem focada e uma boa ideia. Depois da viabilidade comprovada, a equipa foi capacitada de como  fazer o branding, quais os meios de marketing, opções operacionais, e como obter o financiamento selecionado.

TEMAS ABORDADOS NO PLANO DE VIABILIDADE

O plano de viabilidade é essencialmente um plano financeiro do negócio. Contudo, é necessário saber se ele tem alguma tracção, e por isso são analisados os seguintes temas.

  1. PROPOSTA DE VALOR – Será o que se propõe a vender é relevante para o mercado.
  2. MODELO DE NEGÓCIOS – É um modelo clássico, pode ser implementado outro esquema.
  3. MERCADO – Em termos estatísticos qual é a dimensão. Que segmentos.
  4. CAPACIDADE – Mesmo que comercial, qual é a eficiência operacional.
  5. PARCERIAS – Quais são as melhores relações e fornecedores para o negócio.
  6. VIABILIDADE – Em termos financeiros, qual é o ponto critico.

SAIBA QUE A PREPARAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS É O CONHECIMENTO

O que dá mais trabalho e que ocupa mais tempo é o conhecimento que envolve todo o negócio, conhecer os riscos, preparar cenários, conhecer a concorrência.

Todo esse conhecimento não é transposto no plano de negócios, serve apenas para o empresário descobrir a melhor solução.

como definir um plano de negócios

Tal como Einstein, passe mais tempo a pensar no problema do que na solução.

Existem várias ferramentas de análise inicial, informações estatísticas, a analise PEST, analise SWOT, analise competitiva, entre outras.

Acima de tudo valorizamos as ferramentas do conhecimento do cliente: proposta de valor, modelo de negócio.

Plano de Negócios com Lean Canvas Model

Primeiro, para que consiga fazer um trabalho consistente, é necessário definir os segmentos de clientes, personalidades de clientes, demográficos, psicográficos. Este passo é primordial.

Depois, identifique qual o problema do cliente. O processo com que o problema é identificado, é sair da cadeira para a rua, e saiba quais são as ambições e do que sofrem os potenciais clientes.

lean canvas

 

Aqui no lean canvas model, está ordenada a sequência de trabalhos. Deverá haver um canvas para cada segmento identificado, o canvas é um processo de constante versões atualizadas, devendo guardar cada versão com a nota de quais os pressupostos que não resultaram, para mais tarde rever todas as hipóteses.

Plano de Negócios Clássico

O plano de negócio clássico é um modelo normalmente usado.

Este modelo é praticamente um guião, e a sua usabilidade depende da relação com os financiadores. Existem situações onde o guião é imediatamente abandonado, em oposição em que a equipa de gestão tem que o seguir.

A sua estrutura é a seguinte:

  • Sumário executivo
  • Apresentação dos gestores do projecto
  • Contextualização do mercado e da envolvente externa
  • Definição de metas e objetivos
  • Estratégia comercial
  • Estrutura da empresa
  • Elaboração de previsões financeiras
  • Controlo e gestão do negócio
  • Investimento necessário
  • Anexar documentos e outra informação

 

Qual a nossa opinião acerca do plano de negócios clássico.

Qualquer plano de negócios tem a sua utilidade.

Especialmente se eles estão sustentados no conhecimento, na análise de mercado e demais análises. E que esse conhecimento seja partilhado pelos gestores.

A estratégia é o principal guião, os objectivos são definidos, e posteriormente as tácticas são lançadas.

O plano deve acompanhar essas tácticas, normalmente desenvolvidas pelos seus responsáveis. Será que esses responsáveis, participaram na elaboração do plano?

Em regra geral os planos de negócios falham na executabilidade.Ricardo Godinho

 

Neste aspecto, modelos de planeamento como os OKR, Balance Scored Cards, podem ser um complemento para a execução dos planos.

 

Back To Top