skip to Main Content

OS 7 PECADOS NA IMPLEMENTAÇÃO DO BUSINESS INTELLIGENCE

Evitar gastar muito dinheiro com BI, não alcançar os resultados pretendidos, criar entropia na organização e até tornar-se num pequeno elefante branco (investimento com resultado zero).


1. Não definir os Indicadores de Gestão (PIs)

Os indicadores de Gestão (KPI – Key Performance Indicators, PI s, KRs, KPR s), são o centro de qualquer aplicação de BI. A equipa do projeto, composta por todas as áreas de negócio, devem determinar que informação deve ser disponibilizada pelas aplicações de BI, quando devem estar disponíveis e em quais formatos.

 


2. Não envolver todos Stakholders internos com o apoio da Gestão

A Empresa é uma unidade de partes interligadas, e todos os departamentos e responsabilidades deverão contribuir na definição de quais são as suas métricas para eles próprios gerirem Esquece-los logo no início é um erro, sendo que o apoio da Gestão ajuda a desbloquear a resistência à mudança e confirma a pertinência e utilidade da informação necessária.

 


3. Não Adequar o sistema à Gestão

Não vale a pena introduzir sistemas sofisticados, se ainda não existe capacidade de os interpretar. A Gestão, à medida que vai evoluindo de acordo com a confirmação da utilidade do BI, irá naturalmente puxar cada vez mais pela BI.

 


4. Não Identificar o que é mais importante para a Gestão

Para além da simplicidade aliada à extrema utilidade, é necessário distinguir o que é principal do que é secundário, qual é o core business, quais são os modelos que se aplicam, por exemplo definir o funil de vendas. A partir daqui os indicadores fazem um imenso sentido.

 


5. Não Garantir a Integração e Qualidade dos Dados

Integração dos dados é um fator decisivo para o sucesso de um projeto de BI. A Empresa deve identificar os sistemas operacionais nos quais a informação requerida está disponível e como os dados devem ser acedidos. Se a qualidade dos dados brutos não for suficiente, isso deverá ser melhorado com as ferramentas de software apropriadas, capazes de dar acesso a todas as fontes de dados.

 


6. Não Integrar os Dados já disponíveis na empresa com a Plataforma Correta

Quando um novo projeto é iniciado, é necessário determinar os dados existentes, e garantir o interface com uma plataforma que aceite todas as integrações. A Plataforma deve ter as qualidades de Visualização, Escalabilidade e Autonomia.

 


7. Não fazer uma Manutenção Constante do BI

Após uma implementação rápida, tudo faz sentido. Mas com o passar do tempo, KPI s passam a PI s, PI s passam a ser KPI s, novas necessidades informações surgem, novos modelos de gestão. O Gestor deve estar cientes da mudança permanente.

 


 

 

Este é um dashboard de vendas. A Goodi Intelligence dá apoio na seleção das métricas mais adequadas para o comercial e para o marketing.  O Business Intelligence obedece a um processo ETL – Extract, Transform e Load, antes da análise de dados.

 

Back To Top